Vai longe o tempo em que fumar era sinônimo de charme, como faziam crer os personagens de filmes e novelas. O consumo do tabaco tornou-se um grande problema de saúde pública, a despeito da publicidade regular sobre seus malefícios. Por isso, em 1987, a Organização Mundial da Saúde (OMS) criou o Dia Mundial sem Tabaco, celebrado hoje (31), com objetivo de enfatizar os perigos do tabagismo para a saúde do corpo.

O Planserv apoia a data e alerta seus beneficiários sobre doenças e mortes evitáveis relacionadas ao tabagismo.  De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o tabagismo é causa de quase 50 diferentes doenças incapacitantes e fatais; 45% das mortes por infarto do miocárdio; 85% das mortes por doença pulmonar obstrutiva crônica (enfisema) e 25% das mortes por doença cérebro-vascular (derrames), além de 30% das mortes por câncer.

O fumo desencadeia e agrava condições como a hipertensão e o diabetes, aumenta o risco das pessoas desenvolverem e morrerem por tuberculose e também é responsável pela morte de 5 milhões de pessoas anualmente no mundo. Para os psicólogos, o hábito de fumar está bastante associado a sintomas de ansiedade.

Parar de fumar é uma decisão difícil, mas seguir algumas dicas pode ajudar a por fim ao hábito. Quem deseja largar o cigarro precisa se afastar de lugares com muitos fumantes. Da mesma forma, deve evitar consumir bebidas alcoólicas, já que beber está intimamente ligado ao hábito de fumar. Concentrar-se em outra atividade como escovar os dentes, beber um copo de água ou mastigar alguma coisa auxiliam na “distração” da vontade de fumar.

Evitar fumar de estômago vazio, tentar transformar os hábitos, de modo que o primeiro cigarro do dia ocorra cada vez mais tarde, aumentar cada vez mais o tempo entre um cigarro e outro são outras sugestões para os fumantes. Evitar deixar os cigarros à vista, pois, muitas vezes, fuma-se automaticamente, sem desejo, por estímulo visual. Além disso, é importante cuidar do ambiente também, não fumando na presença de crianças, mulheres grávidas ou em locais fechados e sem ventilação. Conhecer a si mesmo e seus hábitos é um passo importante para largar o hábito.

CategoriaNotícias
Escreva um comentário:

*

Seu e-mail não será publicado

For emergency cases        1-800-700-6200

Em caso de dúvida, favor entrar em contato com a Central de Relacionamento 24h.
De telefone fixo: 0800 56 6066 e de celular: (71) 3402-3700
Atendimento Exclusivo Prestador: (71) 3512-6444