Momento especial na vida de qualquer mulher, a gravidez implica em muitos cuidados que garantirão a saúde do filho ou filha até à vida adulta e vão além do muito difundido conselho para não fumar e não ingerir bebida alcóolica, por exemplo. O Planserv escolheu a chegada do Dia das Mães, no próximo domingo (12), como uma data ideal para destacar a importância da conduta adequada na gravidez.

“Tudo começa com o pré-natal, que deve ser iniciado o quanto antes, logo que se tenha a confirmação da gravidez”, afirma a médica obstetra Patrícia Carmel. A escolha de um bom profissional é importante: para isso, conte com indicações da família e amigos que já passaram pela experiência.

Uma boa alimentação e a prática de exercícios também são recomendados. Mas tudo com a orientação médica. “A ideia de estar ‘comendo por dois’ é completamente defasada. O importante não é a quantidade, mas a qualidade do que se come”, diz a médica. Claro, a fome aumenta, mas optar por comida saudável com bom valor nutricional é o mais correto.

A dieta deve incluir verduras, legumes e frutas, carboidratos (de preferência integrais), proteína — que pode vir do peixe, da carne, do frango, dos ovos, de castanhas ou sementes — e também leite e laticínios em geral.

A gestante também não pode ficar completamente sedentária. Mover-se, adequadamente, é importante. “Caminhadas na orla ou em parques é uma boa opção, porque além do exercício físico, a atividade ajuda a relaxar, o que também é bastante necessário”, destaca. Outra dica válida: usar meias elásticas a partir do quinto mês de gestação, o que melhora a sensação de peso e evita o aparecimento das indesejáveis varizes.

A ingestão de medicamentos também deve ser observada. “Se a gestante faz uso de alguma medicação regular, no caso das hipertensas, por exemplo, deve relatar isso na primeira consulta do pré-natal para receber orientação correta de como proceder. Mulheres que tomam remédico para hipotireoidismo devem marcar a consulta o mais breve possível.

“Antes da consulta, tentar lembrar os problemas que costuma ter com frequência e os remédios que toma (como para alergia, cólicas, dor de cabeça, problemas de pele etc.), fazer uma lista e verificar com o médico o que vai poder tomar se precisar”, recomenda Patrícia Carmel.

Reduzir o consumo de cafeína e descansar sempre que possível são outras dicas relevantes. “O cansaço e o sono que você sente no primeiro e no terceiro trimestre da gravidez não são nada mais o corpo pedindo para pegar leve”, explica a médica. Uma soneca todo dia depois do almoço é o ideal. “Se não dá, dar uma relaxadinha de meia hora, pôr os pés para cima, do jeito que conseguir”, sugere. No mais, seguir à risca as orientações do obstetra e não hesitar em tirar dúvidas, afinal existem muitos conceitos equivocados sobre a gravidez que precisam ser esclarecidos.

CategoriaNotícias

For emergency cases        1-800-700-6200

Em caso de dúvida, favor entrar em contato com a Central de Relacionamento 24h.
De telefone fixo: 0800 56 6066 e de celular: (71) 3402-3700
Atendimento Exclusivo Prestador: (71) 3512-6444