De acordo com projeções do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a população idosa (acima de 60 anos) deve dobrar no Brasil até o ano de 2042, na comparação com os números de 2017.  Segundo o instituto, o país tinha 28 milhões de idosos em 2018, ou 13,5% do total da população. Em dez anos, chegará a 38,5 milhões (17,4% do total de habitantes).

No âmbito da assistência a essa população, o desafio é promover longevidade com qualidade de vida, mantendo, sobretudo, sua capacidade funcional. A prática de atividade física regular é recomendada pelos especialistas do Planserv para os idosos, que necessitam, principalmente, priorizar o desenvolvimento da capacidade aeróbica, flexibilidade, equilíbrio, resistência e força muscular de acordo com as peculiaridades dessa faixa etária. A meta é proporcionar uma série de benefícios específicos à saúde biopsicossocial do idoso.

“Atividades na água como natação e hidroginástica, que permitem a realização de movimentos sem impactar articulações e tendões e alongamento, por serem de fácil aplicação e aprendizagem, são opções simples e eficazes na melhora da capacidade funcional e qualidade de vida de idosos”, sugere a educadora física, Milena Martinez.

Já a dança ajuda a manter o condicionamento aeróbico, a força muscular e a flexibilidade, e melhora especialmente o equilíbrio corporal e a coordenação motora. Também permite ao participante alcançar estados emocionais positivos. “Aos que desejam ‘pegar pesado’, a musculação pode ser indicada, desde que haja acompanhamento profissional para garantir boa segurança tanto articular, como cardiovascular”, afirma a educadora. Realizados com supervisão, são os exercícios com maior potencial de aumentar a força muscular e a massa óssea.

As principais variáveis a serem observadas para a prescrição de uma atividade física para o idoso são: modalidade, duração, frequência, intensidade e modo de progressão; além das necessidades físicas, características sociais, psicológicas e físicas do idoso. “Torna-se importante enfatizar que o planejamento dos exercícios deve ser individualizado, levando-se em consideração os resultados prévios das avaliações médica e física”, conclui Milena.

CategoriaNotícias

For emergency cases        1-800-700-6200

Em caso de dúvida, favor entrar em contato com a Central de Relacionamento 24h.
De telefone fixo: 0800 56 6066 e de celular: (71) 3402-3700
Atendimento Exclusivo Prestador: (71) 3512-6444